REMOÇÃO DE DENTE SISO

O que são dentes siso?
Os dentes do siso ou terceiros molares são os últimos dentes a desenvolverem-se. A maior parte de nós tem quatro dentes siso. Normalmente desenvolvem-se no final da adolescência ou por volta dos 20 anos. Muitas vezes, os dentes do siso ficam presos ou encaixados no osso do maxilar ou simplesmente não saem. Isto pode causar sobreposição ou deslocamento de outros dentes ou levar ao desenvolvimento de cárie dentária localizada.

Por que extrair os dentes do siso?
A sua extração está indicada na ausência de espaço para a erupção, no posicionamento horizontal do siso, nos quadros de dor e quando se inicia a erupção e esta não se completa, ou seja, há erupção parcial do siso. Na maior parte dos casos, é recomendada a remoção dos dentes do siso incluso. Dependendo da posição do dente a remoção do terceiro molar ou dente do siso pode ser realizada no consultório ou num hospital.
As indicações da remoção seguem abaixo: a principal é a preservação!

  • Prevenção da doença periodontal;
  • Prevenção da cárie dental;
  • Prevenção da pericoronarite;
  • Prevenção da reabsorção radicular;
  • Dentes retidos sob próteses dentárias;
  • Prevenção de cistos e tumores odontogênicos;
  • Prevenção de dor de origem desconhecida;
  • Prevenção de fratura da mandíbula;
  • Facilitação do tratamento ortodôntico;
  • Otimização da saúde periodontal.

Quando se faz a extração de um siso, provavelmente terá que ser feita a extração de ambos os sisos do mesmo lado, isto é, do superior e do inferior.

Como é o procedimento para remoção do dente siso?

Procedimento Típico
É feita uma incisão e o osso sobreposto é removido, libertando a coroa do dente. O dente é extraído completamente ou dividido em partes através da cirurgia. Fecha-se o local através de sutura. É possível fazer a remoção dos quatro sisos em uma única cirurgia (em média 45 min.) ou realizar o procedimento em duas etapas, removendo dois dentes de cada vez (em média 28min.)

O que devo fazer antes da cirurgia?

  • Tome a medicação pré-operatória prescrita (nos casos em que o seu cirurgião dentista tenha prescrito);
  • Escove bem os dentes e faça o bochecho com a solução recomendada;
  • Use roupas confortáveis, não traga bolsas, pastas ou pacotes pesados;
  • Não é necessário jejum. Porém, evite refeições pesadas antes da cirurgia;
  • Venha acompanhado, se possível, e evite dirigir após o procedimento;
  • Fique tranquilo. Nossa equipe está preparada para atendê-lo com toda a segurança.

O que devo fazer após a cirurgia bucal?
Seguindo rigorosamente as instruções, você evitará complicações e isso ajudará a ter uma rápida recuperação.

Após a cirurgia:

  • Não se preocupe com os pontos (ou suturas) são feitos para controlar o sangramento, ajudar na cicatrização e prevenir a entrada de alimentos no local operado. Eles serão removidos entre 7 ou 10 dias.
  • Às vezes, os cantos da boca são esticados na cirurgia e poderão secar e “rachar”, tornando-se desconfortáveis. Mantenha sempre os lábios lubrificados. (use vaselina pastosa, Nebacetim, hipoglos, manteiga de cacau, etc.)

Controle da dor:
Algum desconforto, e mesmo uma pequena dor, podem aparecer assim que a anestesia passar. A dor poderá ser mais intensa nas primeiras 6h a 8h após a cirurgia. Ao primeiro sinal de desconforto ou dor, tome a medicação antiinflamatória e analgésica prescrita, antes da anestesia passar totalmente. Não espere que a dor esteja forte para tomar a medicação, pois ela poderá durar mais que 24h a 48h, e apenas um desconforto leve no persistirá no terceiro dia. Se a dor não passar, use a medicação para dor severa, conforme a prescrição. Qualquer medicação analgésica pode causar náusea ou vômitos. Por isso, é importante que você tenha ingerido algum alimento ao tomar o analgésico. Não beba bebidas alcoólicas enquanto estiver usando a medicação para dor. Dor severa persistente ou aumentada após o terceiro dia poderá ser um sinal de infecção ou outro problema na cicatrização. Se isso ocorrer, entre em contato conosco.

Medicação:
Tome todos os medicamentos prescritos, como analgésicos, antibióticos, etc.., nas doses indicadas. Iogurtes com culturas ativas ou acidófilos (ex. Yakult, Lc1, etc.) podem ser usados conjuntamente, para prevenir diarréias. É importante tomar a dose prescrita por completo.

Sangramento:

  • Espere um pequeno sangramento da área operada, que poderá continuar durante o primeiro dia. Na primeira hora, morda sobre uma gaze úmida em soro fisiológico, conforme colocado na clinica. Se o sangramento persistir, troque por outra gaze úmida em soro fisiológico e pressione sobre a região por 30 min. a 45min. Se o sangramento retornar, lave cuidadosamente a boca com água gelada e recoloque uma nova gaze sobre a região operada, aplicando pressão firme por 30 min. Em caso de sangramento ativo intenso ou persistente, entre em contato conosco.

 

Inchamento:

  • Um edema (inchamento) relacionado ao procedimento cirúrgico geralmente aparece durante as primeiras 24h a 48h após a cirurgia, frequentemente aumentando no segundo dia. Ele deve iniciar a regredir a partir do terceiro dia. O edema pode ser minimizado com a aplicação de bolsa de gelo na face, sobre a região operada, por 40 minutos a cada hora (enquanto você estiver acordado), durante as primeiras 48 horas após a cirurgia. Medicações antiinflamatórias também ajudarão a reduzir o edema.
  • Qualquer sensibilidade ou rigidez na musculatura da mandíbula (trismo), representando dificuldade em abrir e fechar a boca, poderá ocorrer após as primeiras 24h-48h. Não se preocupe, são reações normais da cirurgia realizada. Mas se esses sintomas persistirem até o 5º dia da cirurgia, você deve usar calor úmido, aplicando uma bolsa de calor envolta em uma toalha molhada com água morna. Se o inchamento e a dor aumentarem após o terceiro dia entre em contato conosco.
  • Manchas roxas (equimose) podem aparecer na pele da face após as primeiras 24h-48h após a cirurgia. Caso persistam por mais de 7 dias pode ser aplicado calor úmido, siga as instruções do item anterior.

Dieta:

  • A ingestão de líquidos é muito importante. Beba o máximo de líquido possível.
  • Use apenas alimentos líquidos ou pastosos (gelatinosos) frios ou gelados nas primeiras 24 horas.
  • Se você estiver em jejum, sugerimos que você inicie com líquidos claros. Após a estabilização da função do estômago você pode ingerir líquidos como chás, refrigerantes, sucos, caldos ou sopas.
  • Evite usar canudinho nos primeiros 3 dias, pois a pressão poderá causar o deslocamento do coágulo sanguíneo, fazendo retornar o sangramento e o desconforto.
  • A seleção de alimentos depende se sua escolha. Alimentos pastosos, macios e frios, que requerem pouca ou nenhuma mastigação, são mais bem tolerados nesse momento.
  • Uma dieta nutritiva durante o processo de cicatrização é muito importante para seu conforto. Pessoas com fome tornam-se irritadas e menos preparadas para lidar com o desconforto que segue após a cirurgia. Como você está tomando medicamentos, é importante que lembrar que comer evitará a náusea associada a certos remédios.
  • Após a estabilização do estômago com a ingestão de líquidos adicione à sua dieta, após o 2º dia, alimentos pastosos e de fácil mastigação como sopas, cremes, peixe grelhado, frango cozido, purê de batatas, macarrão e vegetais cozidos.
  • Suplementos nutricionais como “Sustagem” com leite e iogurtes proporcionam uma boa nutrição adicional, bem como os “Nutridrink”.

Higiene Bucal:

  • Na manhã do dia seguinte ao da cirurgia, lave sua boca cuidadosamente com soro fisiológico ou água destilada. Repita três vezes ao dia até que o desconforto diminua.
  • Inicie a escovação dos dentes e a higiene bucal normal assim que possível. Escove cuidadosamente os dentes próximos à região operada.
  • Use o liquido indicado para bochechos 3 vezes ao dia, um minuto por vez, de 4 a 5 dias. Não faça bochechos vigorosos, pois isso poderá deslocar o coágulo, o que causará sangramento.

Outros Cuidados:

  • Evite fumar, pois o fato de fumar tende a retardar o processo de cicatrização e pode contribuir para a formação de infecção.
  • Não dirija automóveis ou motocicletas por 24 horas após a cirurgia se você submeteu-se à medicação que causam sedação ou anestesia geral, ou se você está tomando alguma medicação especial para dor intensa como o Tylex ou o Tramal.
  • Tome normalmente sua medicação prescrita para outros problemas (ex. Diabetes, hipertensão, etc.), a menos que tenha sido instruído para não fazê-lo.
  • Febre: poderá haver uma pequena elevação de temperatura nas primeira 24h a 48h. Se ela persistir, entre em contato conosco.
  • Um certo grau de dormência (parestesia) nos lábios e/ou língua no lado operado poderá ocorrer por um período variável de tempo, dependendo da posição do dente e da anatomia da região.
  • Após a remoção dos pontos, continue com uma higiene bucal rigorosa ao redor da área operada. Caso contrario, poderá haver contaminação da área em cicatrização por placa bacteriana, causando infecção tardia. Isso é notado por aparecimento de dor, gosto ruim na boca e inchamento. Poderá ocorrer de 10 a 30 dias após a cirurgia.

Extração dos quatro sisos em um só tempo?
Quais as vantagens para extrair os quatro sisos em uma única cirurgia? Quanto tempo leva?
Hoje, com a tecnologia que existe para esta cirurgia, levamos em média 45 minutos para extrair os quatro dentes do siso em um único tempo cirúrgico. Estamos falando de dentes do siso inclusos e que necessitam ser segmentados. Estamos falando de quarenta e cinco minutos os quatro e não cada um deles. É claro que dentro das condições normais. Aqui não se encaixam algumas anomalias de posição e forma de dentes. Fazendo a extração de um ou dos quatro dentes do siso incluso a terapêutica empregada é a mesma. Usamos a mesma medicação, os mesmos cuidados físicos pós-cirúrgicos e o paciente terá as mesma privações extraindo um ou os quatro dentes.

As privações são as seguintes:
o paciente não deve se expor ao sol por 7 dias ou a qualquer tipo de exercício físico incluindo principalmente academia mesmo que possa “parecer” que está muito bem. Após 48 ou 72hs poderá até ir para a escola e ao trabalho dependendo do que ele faz.

Dieta:
mesmo que o paciente faça extração de somente um dente incluso e dieta deve ser fria, líquida ou semilíquida superproteica e hipercalórica nas primeiras 24hs e depois alimentação morna e mole por mais 48hs. A dieta será liberada conforme a evolução do paciente. Dor: não pode haver dor durante a cirurgia com os recursos atuais para uma cirurgia desta com hora marcada. “É proibido ter dor durante a cirurgia”. Após a cirurgia o paciente fará uso de medicação específica para o controle da dor.

Boa recuperação!

Atenciosamente,
Dra. Aira Bonfim

Mestre e Doutora em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (PUCRS)
Colaborateur Du Service de Chirurgie Orale Faculte de Medicine Dentaire Genebra /Suiça
Consultora Científica da Revista Brasileira de Cirurgia e Estomatologia
Fellow International Team for Oral Implantology – ITI

Dr. Eduardo Meurer
Especialista em Radiologia Odontológica (UFSC)
Mestre e Doutor em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (PUCRS).
Prof. de Implantodontia (IPENO)
Fellow Internacional Team for Implantology – ITI
Chefe de Serviçi de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do HRSJ.